terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Heitor dos Prazeres

Heitor dos Prazeres ( Rio de Janeiro , 23 de Setembro de 1898 - Rio de Janeiro , 04 de Outubro de 1966 ) foi um compositor , cantor e pintor autodidata brasileiro.



" Nas artes plásticas , Heitor dos Prazeres teve seu trabalho reconhecido no Brasil e no exterior , com obras presentes em numerosas exposições.

" Com a morte da esposa em 1936 , da paixão e tristeza de Heitor dos Prazeres surgiu uma nova maneira de expressar artisticamente .O compositor descobriu o pintor ao ilustrar , através de um desenho colorido , sua mais nova criação musical :O pierrot apaixonado .Nessa ocasião o artista morava num quarto na Praça Tiradentes , que era frequentado por pessoas atraídas pela fama de Heitor no meio dos bambas e pelo conhecimento que tinha dos lugares onde aconteciam as reuniões mais importantes da cultura afro-brasileira : candomblés , umbandas , jongadas , capoeiras e rodas de sambas , entre outras . Entre tais frequentadores , na maioria
universitários , lá estavam um estudante de medicina que se lançava como grande boêmio e sensível compositor de sucesso no mundo fonográfico : Noel Rosa , que fora procurar o amigo bom de briga , famoso também por sua habilidade no jogo da capoeira nas imediações , onde um marinheiro grande e forte queria tomar a sua namorada . E Heitor então foi lá resolver o problema do companheiro . Chegando ao bar onde já era conhecida sua fama de capoeirista dos bons , o tal marinheiro percebeu que tinha embarcado em uma canoa furada , e foi se desculpando com o bamba , que o mandou ancorar em outra praia, para a felicidade do casal. Ao voltarem contentes , Heitor foi cantarolando a marcha que estava compondo , tendo despertado a curiosidade de Noel , que disse ter gostado muito da letra, em cuja segunda parte havia uma frase que ele considerava muito forte e triste : " Depois de tanta desgraça , ele pegou na taça e começou a rir ". Noel sugeriu que ele modificasse aquela parte da letra , e escreveu : Levando este grande chute foi tomar vermute com amendoim ", entrando assim na parceria de uma das músicas de maior sucesso de Heitor.

" Na mesma noite chegaram outros estudantes à procura do mestre , entre eles Carlos Drummond de Andrade , que levava nas mãos um poema dedicado ao amigo para que fosse transformado em música . O compositor não conseguiu musicá-lo , porém mais tarde o pintor se inspiraria a criar um quadro com o nome do poema que Drummond lhe dedicará: O Homem e seu Carnaval ( 1934). "
" Este ilustre estudante e um outro, estudante de jornalismo , além de desenhista , Carlos Cavalcante , foram , juntamente com o pintor Augusto Rodrigues , os incentivadores e lançadores do artista plástico Heitor dos Prazeres . Artista plástico porque sua plasticidade não se resumia ao desenho de figuras e às cores de sua pintura, abrangendo também a criação e confecção de instrumentos musicais de percussão , chegando até a costura - nos modelos de seus ternos , nas roupas de seu
grupo de shows - , o mobiliário e a tapeçaria decorativa.
Em 1937 começou a se projetar como pintor , participando de exposições , sempre incentivado
pelos amigos. Começava assim a dupla atividade de sambista e pintor.
" A Primeira Bienal de Arte Moderna " , em São Paulo.
Incentivado novamente pelo amigo , jornalista e crítico de artes Carlos Cavalcante a participar desse evento de arte de repercussão internacional , que reuniu , em 1951 , artistas de várias expressões do Brasil e do mundo , proporcionando uma grande alegria na sua carreira com a contemplação do terceiro prêmio para
artistas nacionais através do quadro Moenda , que até hoje faz parte do acervo do museu."
Vale a pena ler...pesquisar a vida de grandes mestres e suas obras artísticas.
Adoro !!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário